Yoga Clássico

9 de dezembro de 2016
O Yoga é uma prática advinda da Índia e remonta a muitos milênios antes desta Era.

O Yoga que praticamos hoje passou por várias transformações e ocidentalizações no passar de todos estes milênios, para que qualquer pessoa interessada pudesse praticar e se aprofundar na sua filosofia e prática.



Dentro do Yoga seguimos os ensinamentos dos textos clássicos, como Yoga Sutras de Patãnjali, Gheranda Samhita e Hatha Yoga Pradipika, dentre muitos outros.

Yoga nada tem a ver com religião, é uma técnica, uma prática, uma filosofia.

Do Yoga Clássico, advém 7 ramos, alguns deles conhecidos do público em geral, outros um pouco mais específicos, e por isso conhecidos apenas por aqueles que praticam e vivenciam o caminho do Yoga.

Sete ramos da Yóga Clássico:

Hatha Yoga: é uma prática que tem por finalidade o aperfeiçoamento e equilíbrio de toda a estrutura física, através de práticas suaves e simples, porém constantes e disciplinadas. É aquele Yoga onde praticamos o relaxamento, as posturas, os pranayamas (respiração) e a meditação.

Jnana Yoga: significa caminho da verdadeira sabedoria, Jnana literalmente significa conhecimento, sabedoria.

Karma Yoga: é um ramo de caráter totalmente vivencial. Tem a ver com nossas ações e reações. Ações e reações físicas, mentais e espirituais. Toda a atividade gera ou representa Karma. O nascer, viver, falar, comer, andar, estudar, pensar, se relacionar, etc

Bhakti Yoga: já de aspecto espiritual, este ramo clássico não admite a fé cega em qualquer ensinamento ou ensinador. É apropriado às pessoas de natureza devocional.

Tantra Yoga: deste ramo muitos já ouviram falar, mas é bom lembrar que neste caso, Tantra nada tem a ver com sexo da maneira como é colocado em muitas publicações e até mesmo em escolas tântricas que vemos por aí. Em sânscrito que dizer TECER. É a realização do conhecimento, onde praticamos profundamente o domínio das energias sutís.

Mantra Yoga: MAN = mente e TRA = controle. O controle da mente através das vocalizações, sons. Produz vibração interna, acalma e concentra profundamente.