Yoga para Gestantes

9 de dezembro de 2016

Yoga na Gestação

Durante os nove meses de gestação o corpo da mulher tem de se adaptar a grandes transformações fisiológicas e emocionais que afetam os órgãos internos. No início da gravidez, por causa das mudanças hormonais é comum o cansaço e o mal estar, superando esta fase adquire nova vitalidade e disposição. É um período que precisa ultrapassar os medos que tendem a se transformar em tensões e em desconforto físico, por esta razão praticar Yóga durante estes meses proporciona um verdadeiro e eficaz alívio a estes desagradáveis incômodos, além de causarem também um excepcional bem estar mental.

Através das práticas do Hatha Yóga, aprendemos a cultivar uma respiração consciente que é o maior alimento para o corpo humano, conjugar esta respiração com o movimento, ou seja, as posturas, obtendo com isso, uma maior flexibilidade, alongamento, massageamento dos órgãos internos, concentração, elasticidade dos músculos e mobilidade das articulações e ainda nos dá condições de um relaxamento absoluto que resulta na tranqüilidade que a mãe e o bebê necessitam durante a gestação e depois dela; o parto, o nascimento, a adaptação à nova vida, de mãe e filho(a).

A gestação pode trazer a tona o prazer, a força, a feminilidade da mulher, e também pode trazer sua fragilidade.

No Hatha Yóga dispomos de uma grande quantidade de posturas de fácil execução que seguramente oferecem o alívio e o descanso necessários para as dores.

Durante a gravidez, sofrem mais os nervos e vértebras lombares, os rins, o ventre, os órgãos genitourinários e os órgãos dos aparelhos digestivo e circulatório